quinta-feira, 11 de junho de 2015

Resenha n° 11 - Possuída




Autor: Vanessa Bosso


Editora: Dracaena

Páginas: 456

Classificação: 4 estrelas 


Sinopse: Lucifer possui um plano muito bem engendrado.
Um ser das trevas ultrapassa os limites do tempo-espaço e rasga o véu da realidade mundana. Um corpo humano é roubado e servirá perfeitamente para os planos do submundo.
Para piorar a situação, um anjo guardião é sequestrado.
Entre sussurros, arrepios e mensagens do além, Alicia se vê numa intrincada rede que envolve céu, inferno e o apocalipse.
O que Alicia, uma garota de dezessete anos, tem a ver com tudo isso?
Será que Lucifer conseguirá atingir o seu intento?
Com uma narrativa empolgante, Possuída vai prender você do início ao fim.
Mergulhe de cabeça nesse romance sobrenatural que levará você aos céus... ou ao inferno.


A história é narrada em terceira pessoa, mas o foco narrativo alterna entre os dois personagens principais: Alicia e Lucian.

Alicia é uma jovem de 17 anos que mora com o irmão mais velho, Kadu, depois de seus pais e irmão mais novo terem morrido em um acidente alguns meses antes da história começar.

Lucian é um dos inúmeros filhos de Lúcifer e para conseguir o intento de abrir as portas do inferno, atravessa para a superfície e "toma" o corpo de um jovem, de maneira a se aproximar de Alicia.

O plano de Lucian é fazer com que Alicia se apaixone por ele e que assim consiga o código mágico para abrir as portas do inferno, mas o seu irmão Gael não facilita a sua tarefa, pois consegue fazer alguns contatos com a moça, o que a deixa apavorada no início, por não saber do que se trata.

Tudo vai acontecer no dia do aniversário de 18 anos de Alicia e, a única coisa que me irritou de um tanto foi a teimosia da personagem em não obedecer os avisos. Pronto... desabafei. rs

Mais uma vez foi difícil começar a leitura, mas a Vanessa tem o dom de nos apresentar um tema e nos apegar aos personagens ao ponto de não ver a hora de acabar o livro logo.

E o final... ah, o final... me deixou com o coração apertadinho.

Como diria uma amiga: o que está esperando que ainda não foi ler esse livro, Hein?